segunda-feira, agosto 07, 2017

ARQUEÓLOGOS ESCAVAM O QUE PODERÁ SER A BÍBLICA BETSAIDA

A antiga cidade romana da Julias, que se crê ser o lugar de nascimento de 3 apóstolos de Jesus - André, Pedro e Filipe - pode ter agora sido descoberta após décadas de escavações feitas por arqueólogos na parte superior do vale do Jordão, junto a um delta que dá acesso ao Lago da Galiléia.
A descoberta foi feita durante escavações em Beit Habek, na localidade de Betsaida, pelo arqueólogo Dr. Mordechai Aviam, chefe do Instituto Kinneret, na Galiléia. 
A cidade perdida de Julias foi denominada de acordo com o nome da filha do imperador romano Augusto.
Betsaida, outrora uma aldeia piscatória nas margens a Norte do Mar da Galiléia, é mencionada várias vezes nos Evangelhos como sendo a terra natal de pelo menos 3 importantes apóstolos de Jesus.
A localização exacta da antiga povoação tem no entanto sido há muito objecto de discussão.
O arqueólogo Aviam afirmou ontem que foram encontradas diversas peças-chave que reforçam a identificação da localidade. 
"Foi localizado um extracto do período romano a uma profundidade de 2 metros, por debaixo de um outro do período bizantino, onde se acharam potes e moedas datadas do 1º ao 3º século d.C.
A nossa principal surpresa foi ter-se encontrado no fundo da escavação, numa área limitada, uma parede de um edifício, junto à qual se encontrava um chão em mosaico e artefactos que identificam o local como uma sala de banhos."
Destacando que casas com salas de banhos não eram comuns naquela região, o arqueólogo acredita ser essa uma chave importante para se prever que por debaixo se poderá encontrar a cidade de Julias, até agora nunca identificada.
"Esta é uma descoberta que irá despertar um grande interesse entre os pesquisadores do período do início do cristianismo, historiadores do Novo Testamento, e pesquisadores da Terra de Israel em geral, e muito em particular da Galiléia judaica do período do Segundo Templo" - acrescentou o Arqueólogo israelita.

O pesquisador adiantou ainda que foi encontrada no local uma rara moeda do tempo do imperador Nero, anos 65-66 d.C.
"Nessa mesma época (do governo de Nero), em finais do ano 66 d.C., Josefo, que lutou contra os soldados romanos do exército do rei Agrippa II, veio para a Galiléia, para perto de Betsaida" - informou o arqueólogo, acrescentando que foi nos pântano perto de Betsaida que o seu cavalo caiu, deixando-o ferido e tendo sido conduzido para tratamentos em Cafarnaum.
Segundo Aviam, as escavações vão prosseguir no local até que se identifique seguramente a cidade.

Shalom, Israel!


1 comentário:

barbosa sousa disse...

Secundo a unesco e tudo mentira